terça-feira, 2 de junho de 2009

Condomínio Serra Verde

Abordado em aula um PBL sobre a segurança do Condomínio Serra Verde, no qual o grupo seguindo as regras do PBL, apontou as dúvidas e fomos "correr" atrás das soluções.
Encontramos diversos termos de uso pouco casual, como Outsourcing, CFTV, DVR, ZoneMinder, streaming e entre tantos outros.
O grupo relatou o problema da segurança, debatendo diversas formas de resolve-lo. Até cogitamos, quem teria tramado a suposta tentativa de roubo do Condomínio. Parecíamos investigadores, tentando achar culpados no meio do problema!
Por fim, o grupo relatou na aula seguinte os problemas encontrados e as suas devidas soluções.

Ensino baseado em problema - PBL

O PBL ou EBP (ensino baseado em problemas) tem como base, incentivar o aluno a resolver alguma determinada questão através de uma metodologia de pesquisa, da qual, o próprio aluno vai identificar o problema e vai procurar e aplicar as suas soluções.

Os setes passos básicos do PBL, para identificar problemas e formular questões para sua resolução.

1 - Leitura do problema, identificação e esclarecimento de termos desconhecidos;
2 - Identificação dos problemas propostos pelo enunciado;
3 - Formulação de hipóteses explicativas para os problemas identificados no passo anterior;
4 - Resumo das hipóteses;
5 - Formulação dos objetivos de aprendizagem (o que o aluno deverá estudar para aprofundar os conhecimentos incompletos formulados nas hipóteses explicativas);
6 - Estudo individual dos assuntos levantados nos objetivos de aprendizado;
7 - Retorno ao grupo tutorial para rediscussão do problema frente aos novos conhecimentos adquiridos na fase de estudo anterior.

Com o debate em grupo, levantamos as hipóteses para resolver cada aspecto, e definirmos os objetivos de aprendizagem o qual trará o nosso entendimento da solução.

Este tipo de aprendizado nos prepara de uma forma melhor para o mercado de trabalho, pois, aprendemos mais através de problemas que temos que resolver na prática do que com situações meramente teóricas sem prática alguma.

OBS: Em algumas cadeiras do curso de Ciência da Computação, poderia ser usado o PBL, para poder explorar mais a fundo algum(ns) conteúdo(s), que muita das vezes ficam de uma forma parcial, e que mais adiante muitas vezes fazem falta!

Pesquisa científica

A pesquisa cientifica objetiva fundamentalmente contribuir para a evolução do conhecimento humano em todos os setores, sendo sistematicamente planejada e executada segundo rigorosos critérios de processamento das informações. Será chamada pesquisa científica se sua realização for objeto de investigação planejada, desenvolvida e redigida conforme normas metodológicas consagradas pela ciência. Os trabalhos de graduação e de pós-graduação, para serem considerados pesquisas científicas, devem produzir ciência, ou dela derivar, ou acompanhar seu modelo de tratamento.

Fonte: Profa. Dra. Nilce Nazareno da Fonte


Raciocínio lógico


Devo admitir que esse tipo de exercício são os melhores, pois estimulam o raciocínio e exploram novas formas de resolver alguns problemas.
Em aula foram utilizados desde métodos mais lógicos, como métodos mais matemáticos. O interessante que muitos casos, se pode resolver um problema tanto de forma lógica óbvia como montando uma simples equação, que se chega a um mesmo resultado.

PS: Sugiro que seja aplicado mais exercícios desse tipo, pois além de estimular a atividade em grupo estimula o raciocínio e a criatividade de cada membro.

Scrum e just in time

Um sistema de trabalho bem interessante, no qual se "elimina" algumas etapas de certa forma burocráticas. Como foi debatido em aula o scrum dá uma catalisada no trabalho, por exemplo:
Vamos pegar por exemplo uma encomenda de uma propaganda:
Sem scrum: O cliente solicita uma publicidade a uma determinada empresa, esta, manda um um funcionário que vai anotar e ouvir tudo o que deseja que seja colocado no anúncio. O funcionário por sua vez, vai relatar para o seu chefe como foi que o cliente gostaria da propaganda. Logo após o chefe passa para quem vai ficar encarregado de fazer o anúncio, os detalhes que o cliente gostaria, este por sua vez, vai modelar na sua cabeça a forma que achar melhor para criar o anúncio.
Depois de pronto, o anúncio faz o seu caminho inverso até chegar nas mãos no cliente. Se ele não se agradar de alguma coisa no anúncio volta novamente para a mão do publicitário e assim por diante.
Com scrum: Uma equipe de publicidade vai diretamente ao cliente para querer saber o seu interesse, qual realmente a sua necessidade, podendo até trocar algumas idéias para potencializar a propaganda, dar um charme melhor. Feito este o(s) publicitário(s) vão praticamente "polir" a idéia, deixando ela bem a gosto de quem a encomendou!

Em suma, o scrum não só demorou menos tempo, como também atendeu melhor a necessidade da encomenda. Melhorando o trabalho tanto de quem produziu o anuncio, quanto a qualidade de quem o encomendou!
_____________________________________


Sobre o Just in time ...
Sistema Toyota de Produção : Chamado de Produção enxuta e Lean Manufacturing, surgiu no Japão, na fábrica de automóveis Toyota, logo após a Segunda Guerra Mundial. Nesta época a indústria japonesa tinha uma produtividade muito baixa e uma enorme falta de recursos, o que naturalmente a impedia adotar o modelo da Produção em Massa. A criação do sistema se deve a três pessoas: O fundador da Toyota e mestre de invenções, Toyoda Sakichi, seu filho Toyoda Kiichiro e o principal executivo o engenheiro Taijchi Ohno. O sistema objetiva aumentar a eficiência da produção pela eliminação contínua de desperdícios. A base de sustentação do Sistema Toyota de Produção é a absoluta eliminação do desperdício e os dois pilares necessários à sustentação são o Just in Time a Autonomação.
Just in Time é um sistema de administração, que determina que nada deva ser produzido, transportado ou comprado antes da hora. Este conceito está relacionado ao de produção por demanda onde o produto primeiramente e vendido e depois sim que o mesmo é fabricado. Para tanto é necessário que seus fornecedores sejam treinados, capacitados e conectados, para que possam fazer entregas de pequenos lotes na frequência desejada. Este tipo de sistema se adapta mais facilmente às montadoras de produtos onde a demanda de peças é relativamente previsível e constante, sem grandes oscilações.

Fonte: Wikipédia Brasil

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Trabalho em equipe

A atividade realizada no dia 11, foi bem interessante, a turma foi dividida em dois grupos, os quais ficaram responsáveis por debaterem sobre os aspectos positivos e os negativos do trabalho em equipe. Foi bem divertido, parecia mais que estávamos numa aula de direito, onde um lado tentava incriminar e o outro tentava defender a idéia da atividade em grupo.